Naturalândia, Slow Beauty
Cuidados com a pele no verão

Postado por Equipe Auá em 05/09/2018

Durante o verão, aumentam as atividades realizadas ao ar livre e também a exposição ao sol e as temperaturas mais altas típicas desta época. Não podemos esquecer que, o sol é importante para a saúde pois auxilia na sintetização de vitamina D, tão importante para adultos e crianças, auxiliando e integrando o cálcio aos ossos.

Mas por outro lado, o excesso de sol pode causar envelhecimento precoce e câncer de pele pela ação dos raios ultravioleta A (UVA), e os raios ultravioleta B (UVB). Por isso, não podemos deixar de proteger nosso corpo nesta época.

O verão é o momento de intensificar o uso de filtro solar, que deve ser aplicado diariamente, e não somente nos momentos de lazer.  Os produtos com fator de proteção solar (FPS) 30, ou superior, são recomendados para uso diário e também para a exposição mais longa ao sol (praia, piscina, pesca etc.).

A aplicação do produto deve ser 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele o absorva e deve ser distribuído uniformemente em todas as partes de corpo, incluindo mãos, orelhas, nuca e pés. Reaplicar a cada duas horas. Porém, atenção, esse tempo diminui se houver transpiração excessiva ou se entrar na água.

Seus alimentos também podem nos ajudar 

Alguns alimentos podem ajudar na prevenção aos danos que o sol causa à pele, como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, pois contêm carotenóides, substância que se deposita na pele e tem importante ação antioxidante. Ela é encontrada em frutas e em legumes de cor alaranjada ou vermelha.

No banho, recomenda-se usar sempre sabonetes compatíveis com o tipo de pele, porém, sem excessos e a temperatura da água também deve ser fria ou morna, para evitar o ressecamento.

Ficou um pouco mais de tempo no sol? Temos dicas

As queimaduras de sol são caracterizadas por uma inflamação que pode apresentar-se como mancha avermelhada ou mesmo bolhas no local. Os sintomas são dor, queimação, ardência, mudança de textura da pele e, às vezes, bolhas. O aparecimento delas está ligado à profundidade e à gravidade da queimadura.

Mesmo as queimaduras de sol devem ser avaliadas por médicos. É sempre importante evitar o uso de produtos desconhecidos e de receitas caseiras, sendo o dermatologista o profissional mais adequado para auxiliar os pacientes, para que possa avaliar o grau, extensão e comprometimento geral do paciente em relação às queimaduras de sol.

Tenha cuidado: não use nenhum produto, curativo ou receita caseira sem avaliação do médico.

Os tratamentos para queimadura de sol são variados, desde o uso de cremes calmantes e cicatrizantes. Já o uso de curativos especiais é indicado para os casos intermediários ou graves.

Nesta época devemos hidratar nosso corpo de uma forma geral, tanto em relação a beber mais líquidos, como água e sucos naturais, quanto em relação ao uso de hidratantes para a pele. É no verão que as temperaturas aumentam e assim sentimos muito mais calor do que em outras épocas do ano levando a perda de água bem maior pelo corpo através do suor. Então é preciso cuidados extras, utilizando uma alimentação rica em frutas e verduras que além de vitaminas e antioxidantes, contenham também bastante água e utilizar hidratantes corporais durante pelo menos 2 a 3 vezes ao dia, a fim de evitar a perda excessiva de água pelo suor e calor.

 

 

 

Referências

 

BRAGA, Mariana Alves et al. O envelhecimento da pele causado pela exposição solar na cidade de Salvador: avaliação e abordagem da fisioterapia dermato-funcional. Fisioscience, Santa Catarina, v. 1, n. 1, p.38-53, dez. 2010.

DERMATOLOGIA, Sociedade Brasileira de. Cuidados com a pele no verão. Disponível em: <http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-verao/>. Acesso em: 03 set. 2018.

STEINER, Denise. Queimadura de sol: tratamentos e causas. 2017. Disponível em: <https://www.minhavida.com.br/saude/temas/queimadura-de-sol>. Acesso em: 03 set. 2018.

Compartilhe essa ideia: